A ONG Pé de Arte, Cultura e Educação lamenta que o papel do Ministério da Cultura para a sociedade brasileira possa ser objeto de questionamento. Por ética, repudiamos as tentativas abjetas de diminuir a importância da cultura e dos artistas no desenvolvimento de uma sociedade justa e equilibrada.
PACE cresceu e se desenvolveu com o apoio técnico e financeiro do MinC e da SECULT, desde o ano de 2008, quando se tornou Ponto de Cultura. Nunca, em nenhuma ocasião, fomos orientados ou pressionados a adotarmos qualquer tipo de posicionamento sobre qualquer questão. A ONG trabalha com integridade e transparência, nas linhas definida no Artigo 4, § 1, do seu Estatuto, e em particular o ponto “d) Promoção da ética, da paz, da cidadania, dos direitos humanos e da democracia”.

As inscrições para as oficinas gratuitas em 2016 acontecerão nos dias 15, 16 e 17 de fevereiro!

Saiu o novo número do jornal da ONG, com os artigos de Lívia Castro, Vera Schumann, Célio Turino e Luiza Cazumbá. Se o arquivo não aparece, clique no link para ler no Scribd. Boa leitura!

Jornal 2015.1

23/11/2014

A edição 2011.1 do nosso pequeno jornal está distribuida impressa em São Gonçalo. Para os outros, está disponível gratuitamente no site Scribd. Entre os artigos: Que cultura é essa (Lívia Castro), Cidadãos, há muito (V. Schumann), Um Conservador de suas matrizes, entrevista com Roberto Mendes (L. Cazumbá), etc.

Desde 2009, são organizadas Conferências de Cultura nos níveis municial, territorial, estadual e nacional. Dia 23 de agosto, a segunda Conferência Municipal de Cultura reuniu perto de 100 pessoas, entre artistas, jovens, professores e outros interessados. Durante o dia, 6 eixos permitiram a elaboração de um total de 18 projetos municipais, e 6 territoriais, que serão integrados ao Plano Municipal de Cultura. Para elaborar o Plano, cinco delegados foram eleitos na Conferência, entre os quais Lívia Castro e Michelle Garcia representarão a sociedade civil.

No ano de 2009, a primeira Conferência de Cultura fracassou porque os trabalhos realizados durante o evento desapareceram. Por esta razão, esta segunda Conferência teve um toque de “déjà-vu” que não agradou a diversos artistas locais. Hoje, a formação do Grupo de Trabalho tem o objetivo de impedir que isso aconteça novamente. Entre os projetos, destacam a implantação de um sistema municipal de cultura (secretaria, fundo e conselho), a criaçao de uma casa da arte, a criação de um arquivo municipal, o incentivo à culinária local, etc. A Conferência Territorial do Portal do Sertão é prevista para os dias 24 e 25 de setembro, em Conceição do Jacuípe.