Saiu o novo número do jornal da ONG, com os artigos de Lívia Castro, Vera Schumann, Célio Turino e Luiza Cazumbá. Se o arquivo não aparece, clique no link para ler no Scribd. Boa leitura!

Jornal 2015.1

A PACE está com um estande na feira do semiárido na UEFS, entre o 4 e o 7 de dezembro.

Há diversas campanhas em favor do meio ambiente em São Gonçalo dos Campos, e a ONG promove a luta pela natureza desde a sua fundação. Esta semana, um grupo de crianças visitou as casas do bairro Murilo Leite para sensibilizar os moradores para o destino dos seus resíduos, que são regularmente jogados nas esquinas e se acumulam rapidamente. Aproveitaram também para recolher garrafas PET, que servirão para a confecção de bonecos e de artesanato nas oficinas.

Estas ações são importante para demonstrar, praticamente, que as crianças são atores importantes da vida da cidade. Eles podem sair nas ruas, exprimir as suas ideias e defender as suas causas. Sair do ambiente escolar para se envolver diretamente com as comunidades é uma das práticas propostas pelo pedagogo francês Célestin Freinet.


E após o esforço, receberam a deliciosa merenda de Valdelice!

Veja as fotos da estreia do espetáculo “Salve a Ararinha Azul do Sertão”, apresentado todas as terças e sextas-feiras do mês de setembro. Cada dia, recebemos uma escola municipal, pública e particular.









O novo espetáculo das turmas de teatro da Pé de Arte, Cultura e Educação vai para os palcos a partir deste dia 4 de setembro. Será apresentada todas as terças e sextas do mês de setembro, na sede das atividades da ONG, em São Gonçalo dos Campos. Venha assistir! A entrada é franca!

Durante a Assembléia Geral dos membros da associação Pé de Arte, Cultura e Educação, realizada no último dia 25 de março, foi oficialmente lançada a Campanha para a Arborização da Cidade em São Gonçalo dos Campos. Preocupados com os cortes de árvores que não são acompanhados do replantio de novas mudas, todos os membros receberam a campanha com muita energia.

Nesta ocasião, um baixo assinado foi aberto para pedir o cumprimento do Artigo 128 a Lei Municipal n°512/2002, que trata da necessidade do replantio. O objetivo é de alcançar 1% da população do município, ou 300 assinaturas. Graças à sua participação no Conselho Municipal de Meio Ambiente, a ONG pretende também conseguir incluir o tema da cobertura vegetal em áreas urbanas (CVU) no Plano de Gestão Ambiental Municipal.

Cortes recentes na cidade

O Secretário Geral é o primeiro a assinar o abaixo assinado